Por Ela… Sou Eva

Eva

Segunda-feira, 12/05/2014 – capítulo 112
Eva diz a “Eva” que não a denunciará desde que façam uma sociedade

Helena diz a Plutarco que não permitirá que a controle e lembra que nunca o amou. João Carlos chega á pensão vestido de “Eva” e Mimi a apresenta como Joaninha para sua prima. A verdadeira Eva lhe dá três dias para que deixe a pensão. Por telefone, Onézimo informa Plutarco que Helena estava sozinha em Acapulco. Marcela é avisada que Fernando está hospitalizado. Santiago recebe as comissões a que tem direito e diz a Lúcia que está feliz por que poderá saldar suas dívidas. Adriano pede a Helena que respeite a decisão de Plutarco sobre a construtora FIDSA. O médico diz a Marcela que Fernando perdeu a consciência quando caixas caíram sobre ele. Fernando acorda quando Marcela entra no quarto e finge que está cego. Mimi diz a João Carlos que tem medo que sua prima perceba a usurpação. João Carlos diz a Mimi que decidiu distanciar “Eva” de Adriano. Adriano diz a Plutarco que vai se afastar por alguns dias da empresa e pede a ele que assuma a presidência. Plutarco aconselha o cunhado a não dizer nada a “Eva”. Em um restaurante, Dagoberto diz á verdadeira Eva que a mulher que se faz passar por ela é acionista do Grupo Império e ela se convence que as ações são dela. Lúcia diz a Santiago que Sebastião é seu namorado. Plutarco diz a “Eva” que Adriano deixou uma procuração com plenos poderes onde o nomeia presidente do Grupo Império durante sua ausência. Ainda se fingindo de cego, Fernando pede a Marcela que se demita do Grupo Império para cuidar dele. “Eva” diz a Helena que seu relacionamento com Adriano está em crise porque ele não aceita que ela não possa corresponder ao seu amor. Rebeca tenta seduzir Raul e ele pergunta o que está pretendendo. A verdadeira Eva vai até o Grupo Império procurar “Eva” e não espera ser anunciada. “Eva” e Helena decidem se reunir com o coordenador da praia Majahua assim que Adriano reassumir a presidência. Plutarco é contra. A verdadeira “Eva” invade a sala de reuniões. João Carlos, na pele de “Eva” se surpreende e, imediatamente a leva para sua sala antes que a desmascare. A verdadeira Eva pergunta a “Eva” que tipo de problema teve para se fazer passar por ela. Helena pergunta a Raul como vão as coisas com a construtora FIDSA e Plutarco, fazendo uso de sua autoridade, não permite que ele responda. “Eva” conta o que aconteceu para que usurpasse sua identidade, mas sem dizer que é João Carlos e se apresenta como Joana Carlota. Plutarco diz a Rebeca que nunca se casará com ela. João Carlos, na pele de “Eva”, convence Eva para que resolvam o problema sem envolver mais pessoas. Plutarco fica furioso quando Helena diz que não lhe entregará o relatório de Acapulco e pergunta se o que ele quer saber é com quem esteve no litoral. Eva diz a “Eva” que não a denunciará desde que façam uma sociedade.

Terça-feira, 13/05/2014 – capítulo 113
“Eva” diz a Mimi que precisam denunciar sua prima Eva

Plutarco beija Helena à força, diz que a ama e leva uma bofetada. Plutarco afirma a Helena que não descansará até vê-la humilhada suplicando parar que se case com ela. Eva chantageia “Eva” e pede dinheiro para que não a denuncie por usurpar seu nome. Plutarco se aproveita da ausência de Adriano e ordena a Renato que cancele a auditoria externa que estava planejada. Helena telefona pra João Carlos e pede que se vejam em um lugar diferente por que tem medo de estar sendo seguida. O advogado diz a Fernando que a empresa vai lhe pagar uma boa indenização pelo acidente. Plutarco se irrita ao ver Rebeca assediando Raul. Onézimo se surpreende quando Plutarco diz que os dias de Rebeca estão contados. Renato não sabe o que fazer com o CD que Rebeca usava para raquear os computadores da empresa. “Eva” diz a Helena que está disposta a seduzir Raul para descobrir a verdade. Plutarco demite Rebeca do Grupo Império. A verdadeira Eva diz a Dagoberto que ele será o gerente de seu SPA. Ele fica indignado com a proposta, afirma que sabe muito sobre seu passado e, por medo de ser desmascarada, ela o torna seu sócio. Maquiavélica, a verdadeira Eva atrai Dagoberto até um edifício em obras, saca um revólver e lhe dá uma coronhada e ele cai na parte traseira de uma caminhonete. “Eva” visita Fernando e tenta convence-lo de que está agindo mal ao pressionar Marcela a deixar o emprego no Grupo Império. Mimi se dá conta que sua prima não quer abrir um SPA, mas uma casa de prostituição. No Grupo Império, “Eva” e Helena tentam convencer Marcela a não desistir de seu emprego. Plutarco exige que Rebeca desapareça de sua vida e faz ameaças caso ela insista em procurá-lo. Depois ordena a Onézimo que dê um susto em sua ex- amante. Helena entra na sala de Adriano em busca de provas que possam inocentar João Carlos e encontra uma cópia da tese falsa de Antonia. Onézimo propõe a Rebeca que saiam do país e aproveitem juntos os três milhões de dólares que roubou de Plutarco. Marcela decide continuar no Grupo Império. “Eva” diz a Mimi que precisam denunciar sua prima Eva.

Quarta-feira, 14/05/2014 – capítulo 114
João encontra Mimi chorando e ela mostra a carta de despedida de Dagoberto

Mimi convence “Eva” a não denunciar sua prima. Helena e João Carlos decidem se encontrar todas as noites perto da floricultura de Sílvia. Renato pede ao segurança que abra a porta da sala de Helena para deixa uma pasta em sua mesa. Ele vasculha as gavetas e desconfia que Helena e a construtora FIDSA estão envolvidas em algo escuso. João Carlos, na pele de “Eva” diz a Eva que fará sociedade com ela. Rebeca se pergunta se Onézimo está mesmo com os três milhões de dólares. A verdadeira Eva, diz a “Eva” e Mimi que também pretende mudar de nome para ter outra identidade. Marcela descobre que Fernando estava fingindo a cegueira. Indignada com a atitude do marido, Marcela entra em contato com o advogado patrão dele e pede que cancele o processo de indenização. Mimi diz a João Carlos que desconfia que Dagoberto contou a sua prima sobre sua sociedade no Grupo Império. A verdadeira Eva ouve a conversa. Marcela pede o divórcio a Fernando. Eva ameaça Mimi e “Eva” com uma pistola. A polícia chega para prendê-la, mas ela aponta para “Eva” e diz que a procurada pela polícia é ela. Eva pede que prendam Mimi e aquela que se faz passar por sua prima, mas os policiais mostram a foto e afirmam que a procurada é ela. Cláudia sai do quarto e Eugênia pressente que aconteceu algo com ela. Mimi reconhece João Carlos como sua prima “Eva”. Dagoberto aparece enfaixado e numa cadeira de rodas e Eva se surpreende ao saber que foi ele quem a denunciou. Dagoberto reconhece João Carlos, na pele de “Eva”, como a verdadeira prima de Mimi. Eva recebe voz de prisão. Dagoberto joga um envelope e sai. Helena entre e entrega o envelope a Mimi. Onézimo garante a Plutarco que agrediu Rebeca. Marcela dá um ultimato a Fernando para que deixe a casa, ele insiste em ficar, mas ela não aceita. Lúcia sofre mais uma desilusão com Sebastião, é consolada por Santiago e os dois se beijam. João encontra Mimi chorando e ela mostra a carta de despedida de Dagoberto. Eugênia tenta se aproximar de Cláudia e a trata como filha.

Quinta-feira, 15/05/2014 – capítulo 115
Cláudia conta a Marcela tudo que aconteceu com Daniel e o que ele pretende com sua filha

Marcela pressiona Fernando para que deixe a casa. Lúcia, desiludida, conta a Helena o que aconteceu entre ela e Santiago. Helena pergunta se ela está apaixonada por Santiago, mas Lúcia não responde. Renato se oferece para revisar o computador de Helena e descobre falcatruas de Plutarco. Raul pergunta a Plutarco qual será o montante de sua comissão por ajudá-lo na fraude da FIDSA. João Carlos diz a Mimi que vai revelar a Helena que ele é Eva antes que ela descubra a verdade de outra maneira. Cláudia, bastante deprimida, conta a Eugênia que teve sua primeira relação sexual e diz que a experiência foi terrível. Eugênia a abraça e Cláudia chora. Plutarco sugere a Helena que procure outro emprego, pois em breve a empresa não precisará mais de seus serviços. Eduardo telefona para Helena e diz que precisa falar com ela. Mimi diz a João que decidiu voltar para sua terra. Eugênia tenta tirar Cláudia da depressão em que se encontra. Santiago se despede de Lúcia e deixa o apartamento. Cláudia se abre com Eugênia e diz por que se sente tão sozinha. Eugênia a consola e aconselha e Cláudia lhe dá um abraço. Eduardo pergunta a Helena se sua mãe tem outro homem e se irrita com o silêncio da filha. Fernando fica sabendo que Santiago voltou para o apartamento e pede que o hospede em sua casa. Marcela chora ao acordar e não encontrar o marido a seu lado. Mimi se despede de João Carlos. Helena diz a “Eva” que Plutarco praticamente a demitiu da empresa. Cláudia conta a Eugênia que Daniel foi seu cúmplice e que namora Jennifer. Na montanha, Jennifer diz a Daniel que não acredita no casamento. Cláudia conta a Marcela tudo que aconteceu com Daniel e o que ele pretende com sua filha.

Sexta-feira, 16/05/2014 – capítulo 116
Raul afirma que Plutarco já se livrou dela e “Eva” deduz que se trata de Rebeca

Marcela fica aflita ao imaginar o perigo que sua filha está correndo. Ela e Fernando tentam falar com o pai de Daniel, mas o segurança não permite a entrada de Fernando. João Carlos, na pele de “Eva” e Fernando vão até o acampamento para resgatar a garota. Jennifer lê a carta que Marcela lhe escreveu e diz a Daniel que ainda não quer ter sua primeira relação sexual. Irritado, Daniel tenta forçar Jennifer. O pai de Daniel diz a Marcela que o filho foi expulso da escola por tentar violentar uma aluna. Helena aconselha Santiago a falar com Lúcia e diz que os dois estão perdendo a chance de viver o verdadeiro amor. Por telefone, Rebeca diz a Raul que existe a possibilidade que seja traído por Plutarco e propõe que os dois se unam contra ele. Jennifer consegue escapar, mas é perseguida por ele. “Eva” chega a tempo de impedi-lo. Adriano comenta com Plutarco que recebeu ligações de Rebeca. Furioso com a atitude de Daniel, Fernando ameaça denunciá-lo por tentativa de abuso sexual. Cláudia pede perdão a Eugênia por todo mal que lhe causou. Plutarco diz a Onézimo que se Rebeca continuar fazendo ameaças ele mesmo fará com que desapareça para sempre. Na reunião com o administrador da praia Majahua, Helena, “Eva” e o representante da construtora, Raul afirma que o Grupo Império não se responsabiliza pelos acordos que não foram respeitados pela FIDSA. Helena se irrita e diz que o convênio foi assinado pelas três partes. O suposto representante da construtora nega que tenha assinado qualquer acordo. Renato acusa Helena de ter acordos secretos com o administrador da praia Majahua e da FIDSA e entre documentos como prova do que está dizendo. “Eva” rebate as acusações de Renato e afiram que os documentos que ele apresentou não são válidos por que não estão assinados. Helena se lembra que flagrou Raul mexendo em sua mesa. Cláudia aceita os conselhos de Eugênia e decide estudar artes cênicas. O projeto da praia Majahua é suspenso até que terminem as investigações. Onézimo assedia Rebeca e confessa que a ama. O administrador da praia Majahua dá seu apoio a Helena. Rebeca diz a Onézimo que pretende se vingar do ex- amante. Plutarco dá ordens a Raul para que deposite dólares na conta que abriu em nome de Helena no exterior. Depois diz a Renato que se continuar a seu lado poderá chegar à vice-presidência. “Eva” diz a Raul que não ama Adriano e que desconfia que Plutarco tenha uma amante no Grupo Império. Raul afirma que Plutarco já se livrou dela e “Eva” deduz que se trata de Rebeca. Plutarco tenta se reaproximar de Helena e ela fala das suspeitas que tem dele. Irritado Plutarco diz que ela será investigada.