“Amor à Vida”: Félix se tornará presidente do San Magno; Paloma será vice

felex

Félix se tornará o chefão do hospital San Magno

Nos próximos capítulos de “Amor à Vida”, César (Antonio Fagundes) será obrigado a dar metade de suas ações do Hospital San Magno para sua ex-esposa Pilar (Susana Vieira). Com a decisão da justiça, o médico também perderá a presidência da instituição e quem assumirá em seu lugar será Félix (Mateus Solano).

De acordo com o jornal “Extra”, para conseguir a presidência do hospital, Félix começa arquitetar um plano para que tenha apoio dos acionistas. Ele então tem como alvo seu primo, Pérsio (Mouhamed Harfouch), que é palestino e de família ortodoxa, que está tendo um caso com Rebeca (Paula Braun), que é judia. O médico tem medo da reação da família da namorada, ao saber da relação de ambos, e acaba sendo alvo fácil do primo.

Ou a sua mãe vota em mim para presidente na reunião que vai haver daqui a pouco no hospital ou eu procuro a família da Rebeca, principalmente o avô que foi rabino, e conto quem você é”, ameaçará Félix.

Com a vitória na votação, Félix assume a presidência e se torna chefe do pai, César. O médico não aceita ser subordinado ao vilão. “Me recuso a ficar sob as ordens do Félix. A bancar o cordeirinho”, dirá o médico, que mais exaltado, dispara: “cala a boca, sua bicha!”.

Pilar repreende o ex diretor que continua: “eu lamento ter dito o que disse. Lamento também não ter dado as surras que o Félix mereceu quando criança”, afirma César, que decide continuar trabalhando apenas como médico, e indica Paloma (Paolla Oliveira) para ser vice-presidente, uma sugestão aceita pelo conselho. Paloma, no entanto relutará, mas acabará aceitando.