Globo pode produzir remake de “Pantanal”; Outras novelas estão na disputa

cristiana-pantanal-04g

Cristiana Oliveira deu vida a protagonista da trama

Apesar da baixa audiência de “Saramandaia”, a Globo não pretende extinguir a faixa das 23h, que abriga remakes produzidos pela emissora, e já começa a estudar qual será o folhetim que ganhará uma releitura no ano que vem. Para a surpresa de todos, como já anunciamos, a emissora poderá eleger uma trama que não pertence a sua “galeria de novelas”.

Além de “Tieta”, de Aguinaldo Silva, duas novelas da exinta TV Manchete, podem ganhar um segunda versão na Globo: “Xica da Silva”, de Walcyr Carrasco, e “Pantanal”, de Benedito Ruy Barbosa.

Ambas as novelas foram sucessos estrondosos, que chegavam a incomodar a liderança da própria Globo, que, segundo a colunista Keila Jimenez, vê nos folhetins um grande potencial para a faixa das 23h. Além disso, há um benefício, que é que os autores das produções, Walcyr e Benedito, são contratados da Casa.

Muitos sabem, que produzir um remake de “Pantanal” é um antigo sonho da Globo, que estava prestes a realiza-lo, quando o SBT adquiriu os direitos da novela, e a reprisou, em 2008. A reprise repetiu o sucesso da exibição original da trama, e chegava a picos de 18 pontos. Três anos antes, a emissora de Silvio Santos, já havia reprisado “Xica da Silva”.

Com isso, há uma possibilidade de os folhetins irem ao ar em uma terceira emissora diferente. No entanto, “Tieta”, esta sim do acervo próprio da Globo, é uma forte candidata a ganhar um remake na emissora. Ainda segundo Keila Jimenez, dois nomes já foram cotados para viver a protagonista Tieta do Agreste: Débora Bloch e Patrícia Pillar. Até mesmo Fernanda Torres já foi cotada para viver a vilã Perpétua, vivida na primeira versão por Joana Fomm.

Ainda há uma possibilidade de uma trama inédita ir ao ar na faixa das 23h. Como anunciamos, a autora Lícia Manzo, autora de “A Vida da Gente”, estaria escrevendo uma obra inédita, para a faixa que até hoje só abrigou remakes. A trama recebeu o título provisório de “Sete Vidas”.

Agora, resta saber se a Globo irá montar uma segunda versão de uma das obras da TV Manchete, adaptar “Tieta”, ou levar ao ar, a inédita “Sete Vidas”. A decisão sairá nos próximos meses.